Azulv |
Carregando...
Redes de Voo
Azulv é Inspiração | Diversão | Profissionalismo
Leia Mais

Oferecendo o que há de melhor no mercado nos últimos 20 anos de produção e inovação contínua, os A330 são os aviões mais modernos, rentáveis e confiáveis do mercado. Com um custo operacional baixo, flexibilidade e alta performance, fazem os A330 serem cada vez mais escolhidos pelas empresas aéreas, inclusive pelos passageiros, que realmente aproveitam uma cabine verdadeiramente do século XXI.

As aeronaves Airbus 330-200 da Azul estão com seus interiores completamentes renovados. Possuem suas cabines de passageiros divididas em três classes: Xtra, Economy Extra e Econômica. A configuração dos assentos das aeronaves da Azul é 2-4-2, em um total de 272 assentos, sendo ótimo para casais e famílias.

O Airbus A320neo é uma família de aeronaves bimotoras turbofan desenvolvida e fabricada pela Airbus. O A320neo substitui as aeronaves da família A320 original, que agora é referida como A320ceo, pois significa "antiga opção de motor".

Além dos novos motores, o programa de modernização também incluiu melhorias como refinamentos aerodinâmicos, winglets, redução do peso, nova cabine de passageiros com maior espaço para bagagem de mão e sistema de purificação de ar melhorado. A Azul Linhas Aéreas escolheu os motores CFM International LEAP-X para equipar suas aeronaves.

Aviões do porte do Embraer 190, estão sendo cada vez mais utilizados em todo o mundo, substituindo os jatos de gerações antigas. Ainda, servem para ajustar o tamanho da frota de empresas aéreas, substituir aviões maiores, e abrir novos mercados. Ele pode ser de classe única ou duas classes, servir empresas do estilo "low-cost", ou seja, empresas aéreas que empregam valores abaixo das demais concorrentes. E possuem a capacidade de efetuar voos curtos e longos, totalmente ajustáveis às empresas.

Os aviões E190 da Azul Linhas Aéreas S/A são aviões de asa baixa, convencionais, pressurizados, alimentados por dois motores de alta compressão (um em cada asa), do tipo Turbofan. Possui trem de pouso retrátil com dois conjuntos de rodas/pneus para cada estrutura. Na cabine, estão instalados painéis no estilo "glass cockpit", com um avançado sistema de aviônicos integrado, habilitando os pilotos a monitorarem o avião com maior segurança. O Embraer 190 possui duas fileiras de assentos duplos, uma de cada lado. Possui duas cozinhas e dois banheiros. A cabine de passageiros suporta até 114 assentos.

O E195 é o avião mais vendido no mercado mundial em sua categoria, com capacidade para 122 passageiros. Outra característica do jato brasileiro são os comandos automáticos fly-by-wire, tecnologia que substitui controles mecânicos.

O E195 é um dos aviões mais pedidos por empresas “low-cost” especializadas em rotas regionais de média densidade de ocupação. Por não ser tão grande como um Boeing 737, ou menor que um turbo-hélice, a aeronave da Embraer é uma solução que atende esse “meio termo” do mercado da aviação comercial de forma eficiente e de acordo com a demanda de passageiros e custos.

São aeronaves comerciais, de passageiros ou carga. Possuem dois motores do tipo Turbohélice, um em cada asa, e são > pressurizadas. Tem capacidade para transportar 68 passageiros (na configuração padrão). São bastante utilizadas em empresas regionais para voos de até > 750 km, aliando vantagem e baixo custo operacional.

Os aviões ATR 72-600 da Azul possuem as melhores e últimas tecnologias e inovações existentes na atualidade. Com LCD's > simplificados, de alta qualidade e funções avançadas, promovendo um melhor manuseio para os pilotos. Ainda, simplificam a sua manutenção, reduzindo > custos para as empresas aéreas.

A Azul Linhas Aéreas Brasileiras comprou dois Pilatus PC-12 com capacidade para até 8 assentos e um grande compartimento de cargas. A aeronave será destinada exclusivamente para o transporte de peças, técnicos de manutenção e tripulação de voo, e deve entrar em operação na primeira semana de outubro. O avião deverá reduzir o número de cancelamentos em até 40%.

Esta é a primeira vez que uma companhia aérea brasileira adquire um avião de pequeno porte para somente atender à fins técnico-operacionais. O Pilatus será utilizado para realizar a manutenção das aeronaves da frota com mais rapidez e eficiência, diminuindo os impactos de uma situação de contingência, melhorando assim o serviço prestado aos nossos Clientes”, explicou Flávio Costa, vice-presidente Técnico-Operacional da Azul. Com a chegada do monomotor, a Azul reduzirá de seis para cinco o número de aeronaves reserva em sua frota, as quais ficam paradas para atender situações de contingência. Dessa forma, a companhia poderá colocar mais um Embraer 195, com capacidade para 118 assentos, em plena operação.